Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Biblioteca Ecclesia
 
 
   

O uso do Manjericão nas celebrações da Santa Cruz,
na Igreja Ortodoxa.

O manjericão, cujo nome científico é “ocimum basilicum”, uma erva bem conhecida, tem sido associado, na Igreja Ortodoxa, às celebrações da Santa Cruz, especialmente à Festa da Exaltação da Santa Cruz, em 14 de setembro. O nome “manjericão” é originário de “vasileios”, palavra grega para “rei”, e seria, então, a planta chamada “vassilicós”, a planta do rei, do basileus, aportuguesada para manjericão.

Isto porque, de acordo com a tradição eclesiástica, foi a santa imperatriz Helena, mãe do imperador Constantino, quem encontrou o local onde estava a verdadeira Cruz, a Cruz de Cristo, na qual ele havia sido crucificado, ordenando que se cavasse num lugar onde estava crescendo uma grande quantidade de manjericão. Diz-se que as plantas surgiram onde estariam os “pés” da Cruz, onde caiu o Precioso Sangue de Jesus Cristo, assim como as lágrimas da Mãe de Deus.

Por isso, na festa da Exaltação da Santa Cruz, é costume colocar a cruz a ser venerada pelos fiéis numa bandeja com rosas e manjericão, além de, em alguns lugares, o manjericão servir também para decorar as igrejas naquela festa, além de os Sacerdotes usarem comumente ramos de manjericão para aspersão de água benta.

Há quem utilize o manjericão abençoado usado na igreja, já seco, para queimar como incenso em casa, como forma de abençoá-la.

Voltar à página anterior Topo da página  
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas