Ó humildade de Cristo, eu conheci-te sim, mas não te posso atingir. Os teus frutos são saborosos e doces porque não são deste mundo. O Senhor veio à terra para nos dar o fogo da sua graça no Espírito Santo. O humilde possui esse fogo e o Senhor concede-lhe essa graça. Mas numa alma desencorajada e aviltada, esse fogo não pode acender-se. Todos os céus se maravilham com o mistério da Encarnação: a forma como Ele, o Criador de tudo, desceu à terra para resgatar os pecadores! O orgulho e a vaidade impedem muitas vezes a alma de encontrar o caminho da fé. Eis um conselho para quem duvida e não crê: que ele reze assim: «Senhor Deus, se Tu existes, ilumina-me!» Por causa do seu humilde desejo e da prontidão em servi-lo, o Senhor iluminá-lo-á e ele sentirá na sua alma a presença de Deus; a sua alma saberá que Deus lhe perdoou e que a ama. Aquele que permanecer fiel à oração será iluminado pelo Senhor.

São Siluane (1866-1938), monge ortodoxo,
Escritos Espirituais
Fonte: Evangelho Cotidiano

Compartilhe isso:
 

Tags: , , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment