Entre os seus discípulos, Cristo escolheu alguns a quem se ligou mais de perto para os enviar a pregar entre os povos. Quando um deles se afastou do seu número, Ele ordenou aos outros onze, quando voltou ao Pai depois da Ressurreição, que fossem ensinar as nações para as batizarem no Pai, no Filho e no Espírito Santo.

Imediatamente, os apóstolos – cujo nome significa “enviados” – tiraram à sorte Matias para ocupar o décimo segundo lugar, em vez de Judas, nos termos da profecia contida no salmo de David (108,8). Com a força prometida do Espírito Santo, eles receberam o dom dos milagres e o das línguas. Primeiro na Judéia, testemunharam a sua fé em Jesus Cristo e instituíram igrejas. A partir daí, partiram através do mundo para espalharem entre as nações o mesmo ensinamento e a mesma fé…

Qual foi a pregação dos apóstolos? Que revelação lhes fez Jesus Cristo? Eu direi que a maneira de o sabermos se encontra naquelas mesmas igrejas que os apóstolos pessoalmente fundaram com a sua pregação, tanto por viva voz como com os seus escritos. Se isto é verdade, é incontestável que toda a doutrina que estiver de acordo com estas igrejas apostólicas, mães e fontes da nossa fé, deve ser considerada como verdadeira porque contém o que tais igrejas receberam dos apóstolos, e os apóstolos de Cristo, e Cristo de Deus.

Tertuliano (155?-220?), teólogo,
De praescriptione
Fonte:
Evangelho Cotidiano

 

Tags: , , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager