O Senhor diz […] que Ele próprio é a videira, a fim de nos ensinar a unirmo-nos ao Seu amor e mostrar a quantidade de graças que recebemos por estarmos unidos a Ele. Compara a ramos aqueles que estão unidos a Ele, presos e fixos n’Ele de alguma forma, afirmando que são já «participantes da natureza divina» (2 Pe 1,4) pelo fato de terem recebido o Espírito Santo. Porque o que nos une a Cristo Salvador é o Espírito Santo. […]

Com efeito, recebemos o novo nascimento d’Ele e n’Ele, no Espírito, a fim de dar frutos de vida; não da vida anterior e ultrapassada, mas da vida renovada pela fé e pelo amor a Ele. Permaneçamos neste estado, enxertados em certa medida em Cristo, unidos custe o que custar ao mandamento sagrado que nos foi dado. Esforcemo-nos por conservar os benefícios desta nobreza, ou seja, por não deixar de modo algum «ofender o Espírito Santo» (Ef 4,30) que fez de nós Sua morada, e através de Quem sabemos que Deus permanece em nós. […]

Assim como a cepa da vinha fornece e distribui aos ramos a sua qualidade natural e que lhe é própria, assim o Verbo, Filho Único de Deus Pai, introduz nos santos um […] parentesco com a Sua natureza dando-lhes o Espírito, sobretudo aos que estão unidos a Ele pela fé e pela santidade perfeita. Ele alimenta-os e faz crescer o seu fervor; e desenvolve neles a capacidade para as virtudes e para a bondade total.

São Cirilo de Alexandria (380-444),
Comentário sobre o Evangelho de João, 10,2
Fonte: Evangelho Cotidiano

Compartilhe isso:
 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment