Mais recentes

«Nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada»

«Nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada»

«Meu Pai o amará; Nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada». Considerai, irmãos muito amados, que festa não é receber a Deus na morada do nosso coração! Se um amigo rico e poderoso quisesse entrar em nossa casa, evidentemente, toda a casa seria limpa, para que nada […]

 
 

«Ao romper da manhã, Jesus apresentou-Se na margem»

«Ao romper da manhã, Jesus apresentou-Se na margem»

O mar simboliza o mundo atual, batido pelas ondas tumultuosas das nossas ocupações e pelos turbilhões de uma vida caduca. E a terra firme da margem representa a perpetuidade do descanso eterno. Os discípulos afadigam-se no lago porque ainda estão presos nas ondas da vida mortal, mas o nosso Redentor, […]

 
 

Dia da Ressurreição, dia da nossa alegria!

Dia da Ressurreição, dia da nossa alegria!

«Eis o dia que fez o Senhor; nele exultemos e rejubilemos!» (Sl 117,24). Porquê? Porque o sol recuperou o seu fulgor e tudo se ilumina; porque o véu do Templo já não está rasgado: a Igreja foi revelada; porque já não temos na mão os ramos de palmeira, mas rodeamos […]

 
 

O amor ou o próprio nome de Deus

O amor ou o próprio nome de Deus

Deus é amor (1Jo 4,8). E quem empreendesse defini-l’O seria como um cego que pretendesse contar os grãos de areia de uma praia. Quanto à sua natureza, o amor é uma semelhança com Deus, na medida em que é possível os mortais assemelharem-se a Ele; quanto à sua atividade, é […]

 
 

«Bendito seja o Rei que vem em nome do Senhor!» (Lc 19,38)

«Bendito seja o Rei que vem em nome do Senhor!» (Lc 19,38)

No Céu, sentado no teu trono, cá em baixo sentado num burrinho, Cristo, Tu que és Deus, acolhias os louvores dos anjos e os hinos das crianças que Te cantavam: «Bendito sejas, Tu que vens chamar Adão». […] Eis o nosso Rei, manso e pacífico, montado num jumentinho, com pressa […]

 
 

«Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia; ele viu-o e exultou de alegria»

«Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia; ele viu-o e exultou de alegria»

«Abraão apanhou a lenha destinada ao holocausto, entregou-a ao seu filho Isaac e, levando na mão o fogo e o cutelo, seguiram os dois juntos. Isaac disse a Abraão, seu pai: […] “Levamos fogo e lenha, mas onde está a vítima para o holocausto?” Abraão respondeu: “Deus proverá quanto à […]

 
 

Agir como Abraão

Agir como Abraão

Olhando para a promessa de Deus e ignorando qualquer perspetiva humana, sabendo que Deus é capaz de obras que ultrapassam a natureza, Abraão confiou nas palavras que lhe tinham sido dirigidas, não guardou nenhuma dúvida no seu espírito e não hesitou sobre o sentido que devia dar às palavras de […]

 
 

«Ninguém Lhe deitou as mãos»

«Ninguém Lhe deitou as mãos»

Encontramos em Cristo características tão humanas, que não têm nada que as distinga da fraqueza que é comum a todos nós, os mortais, e ao mesmo tempo características tão divinas, que só podem pertencer à soberana natureza divina. Perante isto, a inteligência humana, que é demasiado restrita, sente uma admiração […]

 
 

«São elas [as Escrituras] que dão testemunho de Mim»

«São elas [as Escrituras] que dão testemunho de Mim»

«O rosto de Moisés resplandecia porque ele tinha falado com Deus. Aarão e todos os Israelitas viram-no […] e tiveram medo de se aproximar dele. […] Quando Moisés acabou de lhes falar, cobriu o rosto com um véu» (Ex 34,29s). O brilho com o qual o rosto de Moisés resplandecia […]

 
 

A água do batismo cura-nos e dá-nos a verdadeira vida

https://evangelhoquotidiano.org/PT/

Bebei da água viva do Senhor, pois ela brotou para vós (cf Is 12,3). Vinde, vós todos que tendes sede (Is 55,1), recebei a água que sacia. Repousai junto da fonte do Senhor, pois é bela e pura; ela acalma a alma. As suas águas são mais doces do que […]

 
 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager