Foi sem dúvida graças ao poder e ao auxílio do céu que a doutrina da salvação, tal como um raio de sol, iluminou repentinamente toda a terra. De acordo com as divinas Escrituras, com efeito, sobre toda a terra ressoou a voz dos divinos Evangelistas e dos Apóstolos; a sua palavra atingiu os limites do universo. E, em cada cidade, em cada aldeia, tal como numa eira transbordante, constituíram-se em massa Igrejas fortes com milhares de homens, cheias de fiéis…

Mas, no reinado do imperador Cláudio, o rei Herodes decidiu maltratar alguns membros da Igreja; foi assim que mandou matar pela espada a Tiago, irmão de João (At 12,2). De Tiago, Clemente dá-nos a narrativa seguinte, digna de memória: aquele que o tinha conduzido ao tribunal ficou comovido ao vê-lo dar testemunho e confessou que também ele era cristão. Ambos (diz ele) foram conduzidos juntos ao suplício e, ao longo do caminho, aquele pediu a Tiago que lhe perdoasse. Tiago refletiu um instante e abraçou-o dizendo: “Que a paz esteja contigo!” E ambos foram decapitados ao mesmo tempo.

Eusébio de Cesareia (cerca de 265 -340),
bispo, teólogo, historiador
Fonte:
Evangelho Cotidiano

 

Tags: , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager