O Senhor disse aos seus discípulos: «Dou-vos a Minha paz» (Jo 14, 27). É a Deus que temos de pedir esta paz de Cristo, e o Senhor a dará a quem Lha pedir. E, quando a recebermos, devemos velar santamente por ela, e fazê-la crescer. Aquele que, nas suas aflições, não se abandona à vontade de Deus não poderá conhecer a misericórdia de Deus. Se fores atingido pela infelicidade, não te deixes abater; recorda-te de que o Senhor te olha com bondade. Não admitas este pensamento: «Poderá o Senhor olhar para mim, agora que O ofendi?», porque o Senhor é a bondade por natureza. Mas volta-te com fé para Deus, e diz-Lhe o que diz o filho pródigo do Evangelho: «Já não mereço ser chamado teu filho» (Lc 15, 21). Verás então quão querido és pelo Pai, e a tua alma conhecerá uma alegria indescritível.

São Siluane (1866-1938), monge ortodoxo,
Escritos Espirituais
onte: Evangelho Cotidiano

 

Tags: , , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager