Quando o homem indeciso fracassa um propósito, a tristeza toma conta da sua alma, consterna o Santo Espírito e expulsa-O. […] Afasta pois do teu coração a tristeza e não apagues o Espírito Santo que em ti habita (1Ts 5,19), não vá Ele falar a Deus em teu desabono e abandonar-te. Porque o Espírito de Deus, que foi posto na tua carne, não suporta a tristeza nem a perturbação.

Cobre-te de alegria e faz disso um deleite: eis o que agrada a Deus, eis o que Ele acolhe favoravelmente. Pois todo o homem alegre age bem, pensa bem e espezinha a tristeza. O homem triste, ao contrário, age sempre mal; primeiro, faz o mal porque entristece o Espírito Santo, que foi dado ao homem na alegria; depois, cai na impiedade por não orar ao Senhor e não O louvar. Porque a oração do homem triste não tem força para se elevar até ao altar de Deus. […] Tal como o vinagre misturado no vinho lhe adultera o sabor, também a tristeza misturada com o Espírito Santo enfraquece a eficácia da oração. Purifica pois o coração dessa tristeza perniciosa, e viverás para Deus, assim como todos os que se tiverem despojado da tristeza e coberto de alegria.

Hermas (século II)
O Pastor, 10.º preceito
Fonte: Evangelizo.org

 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager