Coube à Virgem Maria conceber Cristo em seu seio, mas cabe a todos os eleitos a possibilidade de, com amor, o trazermos no coração. Bem-aventurada, sim, bem-aventurada a mulher que em si trouxe Jesus durante nove meses [Lc 11, 27). Bem-aventurados sejamos nós também, porque velamos por trazê-Lo sempre no coração. Grande maravilha é seguramente a concepção de Cristo no seio de Maria, mas não é maravilha menor vê-Lo tornar-Se o hóspede do nosso peito. É este o sentido do seguinte testemunho de João: «Eu estou à porta e bato: se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, Eu entrarei na sua casa e cearei com ele e ele comigo» (Ap 3, 20). […] Reflictamos ainda, irmãos, na nossa dignidade e semelhança com Maria. A Virgem concebeu Cristo nas suas entranhas de carne, e nós trazêmo-Lo nas do nosso coração. Maria alimentou a Cristo dando-Lhe a beber o leite de seu seio, e nós, nós podemos oferecer-Lhe a refeição variada das boas acções que O deliciam..

São Pedro Damião (1007-1072), eremita bispo
Sermão 45, PL 144 (a partir da trad. de Orval)
Fonte:
Evangelho Cotidiano

 

Tags: ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager