O Senhor diz-te, como a Mateus: «Segue-Me».

Quando procurares o teu Mestre bem-amado de todo o coração, se, no caminho da vida, o teu pé tropeçar na pedra das paixões (cf Sl 91,12, LXX), ou se, como acontece mais vezes, escorregares na lama sem querer e caíres, sempre que tombares e ferires o corpo, volta a levantar-te de todo o coração e busca o Senhor, até O encontrares. Assim, «no teu santuário, eu Te contemplo para ver o poder e a glória» que me salvam, e «em teu louvor, Senhor, elevarei as minhas mãos. Serei saciado com deliciosos manjares, e os meus lábios cantarão» os teus louvores (Sl 63,3.5.6, LXX). Pois grande coisa é para mim chamar-me cristão, como diz o Senhor por meio de Isaías: «Grande coisa é para ti chamares-te meu filho» (Is 49,6, LXX). […]

Guarda-te com todas as tuas forças para não caíres. Pois cair é coisa indigna de quem é forte de luta. Mas, se te acontecer caíres, levanta-te imediatamente a retoma o bom combate. Mesmo que te acontecesse cair dez mil vezes, faz dez mil vezes este gesto: levanta-te. Pois está escrito: «Se o justo cair sete vezes, ou seja, toda a sua vida, sete vezes se levantará» (Prov 24,16).


João Carpátio (século VII)
«Capítulos de exortação», n.º 44, 84

 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager