Senhor, convido-Te para um festim de núpcias em cânticos.
Em Caná, faltou o vinho, que exprime o nosso louvor;
Tu, convidado que encheste as talhas de bom vinho,
enche a minha boca com os teus louvores!

O vinho de Caná é o símbolo do nosso louvor,
porque os que dele beberam ficaram maravilhados.
Nesse festim de núpcias que não era o teu,
Tu, que és o verdadeiro justo,
fizeste transbordar seis talhas de vinho delicioso;
no festim para o qual Te convido,
podes, pois, encher com a tua suavidade
os ouvidos de uma multidão.

No passado, foste convidado para as núpcias de outros;
eis agora o teu próprio festim, casto e belo.
Que ele alegre o teu povo!
Que os teus cânticos regalem os teus convidados;
que a minha cítara acompanhe o teu canto!

A tua noiva é a nossa alma;
o nosso corpo é o teu aposento de núpcias;
os nossos sentidos e os nossos pensamentos são os convidados.
Se, para Ti, uma só pessoa é já um festim de núpcias,
como será grande o de toda a Igreja!

Santo Efrém da Síria (c. 306-373)
«Hinos sobre a fé», 14
Fonte: Evangelizo.org
 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager