Se os homens soubessem o que é o amor do Senhor, em multidão acorreriam junto de Cristo, e a todos Ele acalentaria com a sua graça. A sua misericórdia é inexprimível. O Senhor ama o pecador que se arrepende, e com ternura o aperta contra seu peito: «Onde estavas, meu filho? Há tanto tempo que te esperava» (cf. Lc 15,20). O Senhor chama a si todos os homens pela voz do Evangelho, e a sua voz ecoa no mundo inteiro:

«Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei-de aliviar-vos (Mt 11, 28). Vinde e bebei a água viva (Jo 7,37). Vinde e sabei que vos amo. Se não vos amasse, não vos chamaria. Não posso suportar que nem uma só de minhas ovelhas se perca. Ainda que seja por uma apenas, o pastor sobe às montanhas e por todo o lado a procura. Vinde pois a mim, minhas ovelhas. Criei-vos e amo-vos. O amor que tenho por vós fez-Me vir à Terra, e tudo suportei e sofri por vossa salvação. Quero que conheçam o meu amor e que digam como os apóstolos no monte Tabor: «Mestre, bom é estarmos aqui contigo»» (Mc 9,5) […]

Atraíste a Ti as almas dos santos, Senhor, e elas correm até Ti como rios silenciosos. O espírito dos santos ligou-se a Ti, e sobre Ti se lança, Senhor, nossa luz e alegria. O coração dos teus santos fortaleceu-se no teu amor, Senhor, e não pode esquecer-Te por um instante que seja, nem mesmo no sono, porque doce é a graça do Espírito-Santo.  

São Siluane (1866-1938), monge ortodoxo
Escritos
Fonte: Evangelho Cotidiano

Compartilhe isso:
 

Tags: , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment