Muita gente tem a impressão de que os santos estão longe de nós. Só estão longe daqueles que se afastaram por si mesmos, mas muito próximos dos que guardam os mandamentos de Cristo e conservam a graça do Espírito Santo. No céu, tudo vive e se move pelo Espírito Santo: mas o Espírito Santo é o mesmo também aqui na terra. Está presente na nossa Igreja: atua nos sacramentos; sentimos o seu alento na Sagrada Escritura. Vivifica as almas dos crentes. O Espírito Santo une todos os homens e é por isso que os santos nos são próximos. Quando lhes rezamos, ouvem as nossas orações pelo Espírito Santo, e as nossas almas sentem, então, que eles rezam por nós. Os santos vivem no outro mundo, e lá, pelo Espírito Santo, vêem a glória de Deus e a beleza do rosto do Senhor. Os santos vêem, no mesmo Espírito Santo, a nossa vida e os nossos atos. Conhecem os nossos sofrimentos e ouvem as nossas preces ardentes. Enquanto viviam na terra, era do Espírito Santo que eles aprendiam o amor de Deus. Quem conservar o amor neste mundo passa com ele para a vida eterna, para o Reino dos céus, onde o amor cresce e se torna perfeito. E se, já aqui, o amor não pode esquecer o irmão, quanto mais os santos não nos hão de esquecer e rezar por nós! …  Os santos eram pessoas iguais a nós. Muitos de entre eles foram grandes pecadores. Mas, pelo seu arrependimento, alcançaram o Reino dos céus onde agora vivem, onde se encontram o Senhor e sua puríssima Mãe. É para lá, para essa maravilhosa e santa assembléia reunida pelo Espírito Santo, que a minha alma se sente atraída.

São Siluane (1866-1938), monge ortodoxo,
Escritos Espirituais
Fonte: Evangelho Cotidiano

Compartilhe isso:
 

Tags: , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment