Hoje, Senhor, Tu manifestaste-Te ao Universo
e a Tua luz apareceu-nos.
Por isso, face a essa revelação, nós Te cantamos:
Tu vieste, Tu manifestaste-Te, ó luz inacessível! (1Tm 6,16). […]

Na Galileia dos gentios, no país de Zabulão, na terra de Neftali, como diz o profeta, resplandeceu Cristo, a grande luz (cf Is 8,23-9,1); para os que estavam nas trevas, uma grande claridade brilhou em Belém. O Senhor nascido de Maria, o Sol de justiça, faz irradiar os Seus raios para todo o universo (cf Ml 3,20). Nós, os filhos de Adão que estamos nus, venhamos, revistamo-nos d’Ele para nos aquecermos. Pois foi para vestir os que estão nus, e iluminar os que estão nas trevas, que Tu Te manifestaste, ó luz inacessível.

Deus não desprezou aquele que por malícia foi despojado das suas vestes no Paraíso e perdeu a veste tecida pelas mãos de Deus; volta-Se de novo para ele e a Sua santa voz chama quem Lhe desobedeceu: Adão, «onde estás? (Gn 3,9) Não te escondas de Mim. Por muito nu e pobre que estejas, quero ver-te. Não tenhas medo, fiz-Me semelhante a ti. Tu querias tornar-te deus (cf. Gn 3,5) e não conseguiste. Agora fui Eu que Me fiz carne porque quis. Apresenta-te pois, reconhece-Me e diz: Tu vieste, Tu manifestaste-Te, ó luz inacessível. […]

Canta, canta Adão: adora Aquele que a ti vem. Enquanto te afastavas Ele manifestava-Se-te para que O visses, O tocasses, O acolhesses. Aquele a Quem temias quando foste enganado pelo demônio fez-Se semelhante a ti, por ti. Desceu à terra para te elevar aos céus; tornou-Se mortal para que tu te tornasses Deus e recuperasses a tua beleza inicial. Querendo abrir-te as portas do Paraíso viveu em Nazaré. Por tudo isso canta, ó homem, canta e louva Aquele que Se manifestou e iluminou todo o universo.

São Romano, o Melodista (?-c. 560), compositor de hinos
Hinos para a Epifania, I, 1-2; II, 3
Fonte: Evangelho Cotidiano

 

Tags: , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager