Na Igreja de Cristo, não poderá haver nenhum progresso na doutrina? […] Mas com certeza que é necessário que haja, e progresso considerável! Quem seria tão ciumento dos homens e inimigo de Deus que tentasse opor-se a ele? Mas com a condição de se tratar de um verdadeiro progresso da fé, e não de uma alteração. […] É pois necessário que a inteligência, a ciência e a sabedoria cresçam e progridam fortemente em cada um e em todos, em cada homem e na Igreja inteira, ao longo dos anos e dos séculos; mas é preciso que progridam segundo a sua própria natureza, quer dizer, na mesma doutrina, no mesmo sentido, na mesma afirmação.

Que a religião das almas imite portanto o desenvolvimento dos corpos: apesar de evoluírem e crescerem ao longo dos anos, permanecem o que eram. Há uma grande diferença entre o desabrochar da infância e os frutos da velhice, mas é a mesma pessoa que passa da infância à idade maior. É um só e mesmo o homem cuja estatura e maneiras se modificam, enquanto ele conserva a mesma natureza, enquanto ele permanece uma só e a mesma pessoa. Os membros dos bebês são pequenos, os dos jovens são grandes; são, contudo, os mesmos […], que existiam já em potência no embrião. […]

Do mesmo modo, a fé cristã deve seguir estas leis do progresso para se fortificar com os anos, para que o tempo a desenvolva e a idade a enobreça. Os nossos pais semearam o trigo da fé para a colheita da Igreja. Seria injusto e chocante que nós, os seus descendentes, em vez do trigo da verdade autêntica, recolhêssemos o erro fraudulento do joio (Mt 13, 24ss.). Pelo contrário, é justo e lógico que não haja desacordo entre os primórdios e o fim e que recolhamos este trigo que se desenvolveu depois de o mesmo trigo ser semeado. Assim, enquanto uma parte das primeiras sementes deve evoluir com o tempo, será conveniente ainda agora fertilizá-las e aperfeiçoar a sua cultura.

São Vicente de Lérins (? – antes de 450), monge
Commonitorium, 23 (a partir da trad. bréviaire rev.)
Fonte:
Evangelho Cotidiano

 

Tags: , , , ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager