A candeia que está no lampadário é Nosso Senhor Jesus Cristo, a verdadeira luz do Pai «que ilumina todo o homem que vem a este mundo» (Jo 1,9). Dito de outra forma, Cristo é a Sabedoria e a Palavra do Pai, que, tendo aceitado a nossa carne, Se tornou realmente e foi chamado a «luz» do mundo. Ele é celebrado e exaltado na Igreja pela nossa fé e pela nossa piedade, tornando-Se desse modo visível para todas as nações e brilhando para «todos os da casa», isto é, para o mundo inteiro, de acordo com as suas palavras: «Não se acende uma candeia para a pôr debaixo de um vaso, mas no candelabro, onde brilha para todos os da casa» (Mt 5,15).

Como se vê, Cristo designa-Se a Si mesmo como candeia. Sendo Deus por natureza, tornou-Se carne no plano da salvação, uma luz escondida na carne como debaixo de um vaso. […] Era nisto que David pensava quando dizia: «A tua palavra é farol para os meus passos e luz para os meus caminhos.» (Sl 118,105). Porque faz desaparecer as trevas da ignorância e do mal entre os homens, o meu Salvador e Deus é chamado farol na Sagrada Escritura. Porque é o único a poder aniquilar as trevas da ignorância e a dissipar a escuridão do pecado, Ele tornou-Se para todos caminho de salvação. O Senhor conduz para junto do Pai aqueles que, pelo conhecimento e pela virtude, avançam com Ele pelo caminho dos mandamentos como por um caminho de justiça.

O lampadário é a Santa Igreja porque o Verbo de Deus brilha por causa da sua pregação. Deste modo, os raios da sua verdade podem iluminar o mundo inteiro. […] Mas com uma condição: que ela não seja escondida sob a letra da lei. Pois todo aquele que fica preso à letra da Escritura vive segundo a carne, isto é, põe a candeia debaixo do vaso. Pelo contrário, colocada no lampadário da Igreja, ela ilumina «todo o homem».


São Máximo, o Confessor (c. 580-662),
Pergunta 63 a Talássio; PG 90, 667ss.
Fonte: Evangelho Cotidiano

 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager