A Lei diz: «Olho por olho, dente por dente» (Ex 21,24). Mas o Senhor exorta, não somente a receber a bofetada daquele que nos bate, mas ainda a apresentar-lhe humildemente a outra face (Mt 5, 38-39). É que o objetivo da Lei era ensinar-nos a não fazer o que não queremos suportar. Impedia-nos de fazer o mal, pelo medo de sofrer. Mas o que agora é pedido, repito-o, é que rejeitemos o ódio, o amor ao prazer, o gosto pela glória e as outras paixões.

Numa palavra, a intenção de Cristo, nosso mestre, é precisamente ensinar-nos como é que fomos levados a cometer todos esses pecados e como caímos em todos esses dias maus. Portanto, Ele libertou-nos primeiro pelo Santo Batismo concedendo-nos a remissão dos pecados; depois deu-nos o poder de fazermos o bem, se o quisermos, e de não voltarmos a ser levados, como que pela força, para o mal.

Doroteu de Gaza (c.500-?), monge na Palestina, Instruções

 

Tags: ,

 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager