Bebei da água viva do Senhor,
pois ela brotou para vós (cf Is 12,3).
Vinde, vós todos que tendes sede (Is 55,1),
recebei a água que sacia.
Repousai junto da fonte do Senhor,
pois é bela e pura;
ela acalma a alma.
As suas águas são mais doces do que o mel,
o sulco das abelhas não lhe é comparável,
pois ela brota dos lábios do Senhor,
do coração do Senhor tira o seu nome (cf Jo 7,38).
Corre eterna e invisível:
antes de aparecer, ninguém a vira.
Felizes daqueles que dela beberam e nela saciaram a sua sede.


Odes de Salomão
(texto cristão hebraico do início do século II) n.º 30
Fonte: Evangelho Cotidiano

 
 

Não há comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager