O nascimento de João é cheio de milagres. Um arcanjo anunciou a vinda do nosso Senhor e Salvador; também um arcanjo anuncia o nascimento de João. «Será cheio do Espírito Santo desde o seio materno». O povo não reconheceu nosso Senhor, que realizava milagres e prodígios e curava as suas doenças, mas João, ainda no seio materno, exulta de alegria à chegada da Mãe de Jesus, sem que seja possível reprimi-lo: «Desde o instante em que a tua saudação chegou aos meus ouvidos», diz Isabel, «o menino estremeceu de alegria no meu seio» (Lc 1,44). Ainda no seio de sua mãe, João tinha já recebido o Espírito Santo. […]

A Escritura diz depois que ele «reconduzirá muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus». João trouxe de volta «muitos»; o Senhor não trouxe muitos, trouxe todos. Na verdade, a sua obra era conduzir o mundo inteiro para o Pai.

«Irá à frente do Senhor, com o espírito e o poder de Elias». […] Tal como nos outros profetas, Elias tinha poder e tinha o Espírito. […] O Espírito que tinha repousado sobre Elias veio sobre João e nele apareceu o poder que habitava Elias. Um foi transportado ao céu (2Rs 2,11), o outro foi o precursor do Senhor e morreu antes dele, para descer à mansão dos mortos a anunciar a sua vinda.

Fonte: Evangelho Cotidiano
Orígenes (c. 185-253)
Homilias sobre S. Lucas, n.º 4

 
 

No comments

Be the first one to leave a comment.

Post a Comment


 
 
 

Pesquisar neste site

Web manager